Paraíba distribui hoje mais de 49 mil doses de vacina da Covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Gerência de Vigilância em Saúde, distribui, nesta quarta-feira (15), 49,6 mil doses da vacina Covid-19 monovalente destinada a uma variante mais recente do vírus: a ômicron XBB.

Por Vale do Piancó -PB em 15/05/2024 às 10:31:00
Foto: G1 - Globo

Foto: G1 - Globo

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Gerência de Vigilância em Saúde, distribui, nesta quarta-feira (15), 49,6 mil doses da vacina Covid-19 monovalente destinada a uma variante mais recente do vírus: a ômicron XBB. As doses vão atender 12 Gerências Regionais de Saúde que cobrem 223 municípios do estado.

A vacina contra a Covid-19 foi incorporada ao Calendário Nacional

O imunizante XBB é uma atualização da vacina contra a Covid-19 produzida pelo laboratório americano Moderna e vai ser disponibilizado para crianças de 6 meses a 4 anos de idade e para a população a partir de 5 anos de idade que está dentro dos grupos prioritários.

Essa é a vacina mais atualizada existente no mundo e já está registrada e autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A vacina contra a Covid-19 foi incorporada ao Calendário Nacional de Vacinação da criança de 6 meses a 4 anos de idade, desde 1º de janeiro de 2024. O esquema de vacinação da XBB para crianças de 6 meses a 4 anos vai ser de duas doses com intervalo de quatro semanas, da primeira para a segunda.

A população a partir de 5 anos de idade do grupo prioritário tem uma recomendação de 1 ou 2 doses de reforço

A população a partir de 5 anos de idade do grupo prioritário tem uma recomendação de 1 ou 2 doses de reforço, dependendo de qual grupo prioritário ela seja.

O grupo prioritário de idosos, imunocomprometidos, gestantes e puérperas devem receber duas doses da vacina XBB, com intervalo de 6 meses, da primeira para a segunda dose.

Para os demais grupos prioritários (pessoas vivendo em instituições de longa permanência e seus trabalhadores, indígenas, ribeirinhos, quilombolas, trabalhadores da saúde, pessoas com deficiência permanente, pessoas com comorbidades, pessoas privadas de liberdade – a partir de 18 anos, funcionários do sistema de privação de liberdade, adolescentes e jovens que cumprem medidas socioeducativas e pessoas em situação de rua) a recomendação é de apenas uma dose de reforço.

O intervalo mínimo recomendado entre a última dose de qualquer vacina Covid-19 e a vacina Covid19 XBB é de três meses.

De acordo com a coordenadora do Núcleo Estadual de Imunizações da SES, Márcia Mayara, o objetivo da vacinação é reduzir casos graves e óbitos pela covid-19. Por isso, é fundamental alcançar coberturas vacinais elevadas e homogêneas definidas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) para todos os grupos com indicação.

"A meta da cobertura vacinal é de 90% para crianças até 1 ano e grupos prioritários de idosos, gestantes, puérperas e indígenas vivendo em terras indígenas. Ressalto que a Covid-19 ainda está no cenário epidemiológico do país, as atualizações das vacinas acompanham os vírus que estão circulando", destacou.

O esquema vacinal para a Covid-19 de antes funcionava da seguinte forma: crianças de 6 meses a 4 anos de idade, tomavam três doses da Pfizer pediátrica, a primeira dose com 6 meses; a segunda com 7 meses; e a terceira com 9 meses.

Agora, com a vacina XBB, a criança vai tomar duas doses com intervalo de 4 semanas da primeira para a segunda. Se ela for imunocomprometida, ao invés de tomar duas doses, ela vai tomar três doses. Da primeira dose para a segunda, o intervalo será de 4 semanas; da segunda dose para a terceira, o intervalo será de 8 semanas.

Crianças com idade até 4 anos, 11 meses e 29 dias e completamente vacinadas com vacinas Covid-19 originais (três doses) devem receber mais uma dose da vacina Covid-19 XBB.

O intervalo mínimo recomendado entre a última dose de qualquer vacina Covid-19 e a vacina Covid-19 XBB é de três meses.

Fonte: clickpb.com.br

Comunicar erro

Comentários

Anuncie Aqui