Ex-presidenciável Padre Kelmon deixa João Pessoa sem fechar apoio à direita e frustra conservadores

Em um movimento que deixou líderes políticos locais surpresos e frustrados, o ex-presidenciável Padre Kelmon optou por deixar João Pessoa sem buscar conversar sobre o apoio à pré-candidatura da direita, causando um revés nas expectativas de alianças no cenário político da capital paraibana.

Por Vale do Piancó -PB em 16/05/2024 às 15:05:59

Em um movimento que deixou líderes políticos locais surpresos e frustrados, o ex-presidenciável Padre Kelmon optou por deixar João Pessoa sem buscar conversar sobre o apoio à pré-candidatura da direita, causando um revés nas expectativas de alianças no cenário político da capital paraibana.

Ementrevista ao programa Arapuan Verdade, o vereador Carlão Pelo Bem, vice-presidente do Partido Liberal (PL) em João Pessoa, expressou sua surpresa diante da decisão do religioso, destacando a importância estratégica de seu apoio em um contexto eleitoral tão acirrado.

“Todos os apoios são importantes, não existe espaço vazio na política. O padre Kelmon teve uma representação, salvo engano, de 7% do eleitorado em João Pessoa. Se foi voto de repúdio, se foi voto de revolta, não importa. O que importa é que ele teve essa identidade, ou seja, é importante na eleição”, ressaltou o vereador.

A ausência de busca pelo apoio da direita, segundo Carlão Pelo Bem, representa uma oportunidade perdida para demonstrar unidade e coesão dentro do espectro político. “É importante a gente se comunicar com esses votos, mostrar que a direita está unida, e ele aqui só mostra isso”, acrescentou.

Ainda ontem, em entrevista à imprensa, Kelmon revelou que procuraria conversar com o pré-candidato do PL, Marcelo Queiroga sobre eventual aliança. O discurso, no entanto, não foi concretizado na prática.

 

PB Agora

 

 

Fonte: pbagora.com

Comunicar erro

Comentários

Anuncie Aqui