Covid-19: saiba mais sobre os esquemas vacinais

O Movimento Nacional pela Vacinação, campanha encabeçada pelo Ministério da Saúde, entrou em nova etapa e pretende vacinar ao menos SETENTA MILHÕES de pessoas contra a Covid-19.

Por Vale do Piancó -PB em 09/06/2024 às 04:06:46
Foto: Prefeitura de Volta Redonda

Foto: Prefeitura de Volta Redonda

O Movimento Nacional pela Vacinação, campanha encabeçada pelo Ministério da Saúde, entrou em nova etapa e pretende vacinar ao menos SETENTA MILHÕES de pessoas contra a Covid-19. Crianças de seis meses a menores de cinco anos, idosos e demais grupos prioritários devem ser imunizados para evitar as formas graves da doença, hospitalização e óbito. Desde janeiro deste ano, as Unidades Básicas de Saúde de todo o país passaram a adotar um novo esquema vacinal, recomendado pelo Ministério . E em maio de 2024, os esquemas de vacinação tiveram pequenos ajustes considerando a nova vacina COVID-19 atualizada para a variante XBB.

Para crianças de seis meses a menores de cinco anos, a vacina foi incluída no Calendário Nacional de Vacinação do SUS. Para este público, são duas doses da vacina monovalente: a segunda administrada após quatro semanas da primeira aplicação. O médico infectologista do Hospital de Base, do Distrito Federal, Tazio Vanni, alerta pais e responsáveis:

"Lembrando que as crianças de seis meses a cinco anos têm a necessidade de se vacinar dentro do calendário de rotina. Então, os pais precisam procurar as unidades de saúde nesse sentido [para fazer essa imunização]."

Para grupos prioritários com cinco anos de idade ou mais, a recomendação é uma dose anual ou semestral, independentemente do número de doses já recebidas. Os grupos prioritários incluem pessoas com condições de saúde que aumentam o risco de complicações pela Covid-19, como os idosos, gestantes, imunocomprometidos pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente.

Ainda fazem parte do público prioritário da vacinação os trabalhadores da saúde, indígenas, quilombolas, ribeirinhos, pessoas em situação de rua, pessoas privadas de liberdade, adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativas.

Para quem tem mais de cinco anos, não faz parte dos grupos prioritários e nunca se vacinou, a orientação é receber uma dose da vacina.

Quem nunca recebeu uma dose de vacina contra Covid-19 — e quiser se imunizar — pode começar o esquema a qualquer momento, com a recomendação de receber uma dose da vacina XBB. Para isso, basta levar documento de inscrição com foto a uma unidade de saúde.

Procure uma Unidade Básica de Saúde, leve a caderneta e vacine-se contra a Covid-19.

Para mais informações, acesse: www.gov.br/saude.

]]>

Fonte: https://brasil61.com

Comunicar erro

Comentários

Anuncie Aqui