CONFUSÃO NO PARQUE DO POVO: Polícia Militar diz que "estranha atitude da Prefeitura de Campina em querer culpar órgãos de segurança"

A Polícia Militar da Paraíba emitiu nota neste domingo (09) após o Parque do Povo, cenário do Maior São João do Mundo, em Campina Grande, registrar uma ‘invasão’ de forrozeiros que derrubaram parte das barreiras de fiscalização em uma das entradas do local.

Por Vale do Piancó -PB em 09/06/2024 às 22:09:59
Foto: ClickPB

Foto: ClickPB

A Polícia Militar da Paraíba emitiu nota neste domingo (09) após o Parque do Povo, cenário do Maior São João do Mundo, em Campina Grande, registrar uma ‘invasão’ de forrozeiros que derrubaram parte das barreiras de fiscalização em uma das entradas do local.

Como trouxe mais cedo o ClickPB, a Prefeitura de Campina Grande emitiu nota lamentando o que chamou de “total distorção” por parte da imprensa e cobrou ações de segurança por parte da gestão estadual.

Em nota, a Polícia Militar afirmou que estranha a atitude da PMCG em querer jogar a culpa da situação no PP (Parque do Povo) para policiais militares, civis e bombeiros.

“Os policiais militares tiveram que se posicionar nos dez portões de entrada, a partir das 21h, para tentar impedir a entrada sem controle da multidão fervorosa que queria prestigiar as atrações da festa”, diz trecho do conteúdo enviado pelo comando da Polícia Militar à imprensa.

Polícia diz que já tinha alertado gestão de Campina sobre multidão

Ao longo do conteúdo, assinado pelo comando da Polícia Militar, foi detalhado que a situação poderia ter sido evitada e que havia feito um alerta à prefeitura.

“Tudo já tinha sido alertado à prefeitura e aos organizadores da festa”, disse a PM.

| ÍNTEGRA DA NOTA:

Comando da PM estranha atitude da Prefeitura de Campina em querer culpar os órgãos de segurança

O Comando da Polícia Militar da Paraíba estranha a forma como a Prefeitura de Campina Grande tenta não assumir sua responsabilidade pelo episódio que aconteceu na noite de sábado (8), no Parque do Povo, querendo jogar a culpa para os policiais militares, civis, bombeiros militares e guardas municipais. Desde o começo do planejamento da festa, os órgãos de segurança pública já tinham alertado sobre o principal problema para a realização da festa: o Parque do Povo atual já não comporta mais a grande multidão que seus organizadores querem colocar nas dependências do Parque do Povo.

Os policiais militares tiveram que se posicionar nos dez portões de entrada, a partir das 21h, para tentar impedir a entrada sem controle da multidão fervorosa que queria prestigiar as atrações da festa.

Tudo já tinha sido alertado à prefeitura e aos organizadores da festa. Inclusive fica novo alerta para o próximo fim de semana, que tem atrações aguardadas há anos e o cenário fica mais preocupante para a segurança pública, pois tem bloco que, contrariando as recomendações da segurança pública, resolveu encerrar o percurso na porta do Parque do Povo, deixando novamente para a Polícia Militar a solução daquilo que pode ser evitado com antecedência, planejamento e responsabilidade.

Fonte: clickpb.com.br

Comunicar erro

Comentários

Anuncie Aqui