Paraíba sedia Encontro Internacional de Combate ao Tabagismo e alerta para os riscos dos cigarros eletrônicos

A Paraíba sediou, nesta segunda-feira (10), o Encontro Internacional de Controle do Tabaco na Paraíba.

Por Vale do Piancó -PB em 10/06/2024 às 19:14:40

A Paraíba sediou, nesta segunda-feira (10), o Encontro Internacional de Controle do Tabaco na Paraíba. A agenda é uma ação da Secretaria de Estado da Saúde (SES) em parceria com o Comitê de Combate ao Tabagismo da Associação Médica da Paraíba. O evento reuniu, pela primeira vez no Estado, instituições internacionais e nacionais que atuam no controle do tabaco. Na ocasião, foram apresentados trabalhos, objetivos e metas para a diminuição do consumo dos cigarros tradicionais e eletrônicos.

De acordo com a coordenadora do Núcleo de Doenças e Agravos Não Transmissíveis da SES, Gerlane Carvalho, a Paraíba foi escolhida pelas entidades para sediar o evento por ter um trabalho exitoso no âmbito do combate ao tabagismo. "O trabalho que o estado da Paraíba vem desenvolvendo, por meio da SES e do Comitê, é voltado tanto à prevenção e cessação do tabagismo, através do tratamento. E isso tem surtido efeito, somos referência nesse processo, não só no âmbito da Saúde como também da fiscalização feita de forma eficiente pelos órgãos responsáveis. Então, é uma satisfação muito grande para a Paraíba ter sido escolhida pela Opas, pela ACT e pelo Inca, para receber essa comitiva internacional, para conhecer o nosso trabalho que é desenvolvido aqui na Paraíba", explicou.

A Paraíba é, atualmente, o único estado que tem instituído um Comitê de Combate ao Tabagismo. O presidente do Comitê, Sebastião Costa, reforçou que o foco das ações em 2024 e 2025 serão voltadas à conscientização dos jovens, sobre os riscos dos cigarros eletrônicos. "Nossa meta para os próximos anos é diminuir o número de novos fumantes, principalmente de jovens, que fazem uso dos dispositivos eletrônicos. Precisamos desconstruir o conceito da indústria que incentiva o consumo desses aparelhos", frisou.

A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e o Instituto Nacional do Câncer (Inca) são entidades incentivadoras do evento. O oficial da Opas Brasil, Diogo Alves, destacou como a organização tem contribuído com o trabalho desenvolvido na Paraíba. "Aqui no estado temos ajudado com o fortalecimento da fiscalização, capacitando agentes da vigilância sanitária e do Procon para atuarem no controle dos ambientes, na apreensão de produtos irregulares, e também na identificação da propaganda para patrocínio e promoção de tabaco", pontuou.

O encontro ocorreu durante a manhã, no Auditório da Associação Médica da Paraíba, com um alinhamento e apresentação dos projetos na área, e na parte da tarde, no Conselho Regional da Paraíba, com trocas de experiências e mostra de Banners sobre o tabagismo. Participaram da ocasião as seguintes entidades: Inca, ACT Promoção da Saúde, Bloomberg Initiative, Opas, SE-CONICQ e Сетав.

O Comitê de Combate ao Tabagismo da Associação Médica da Paraíba é formado pelo Conselho Regional de Medicina, Sociedade Paraibana de Pneumologia, Sociedade Paraibana de Cardiologia, Sociedade Paraibana de Pediatria, Sociedade Paraibana de Psiquiatria, SES, Secretarias Estadual e Municipal de Saúde, Secretarias Estadual e Municipal de Educação, Procon, MPPB, Agevisa, Unimed-JP, Geap, Associação dos Auditores Fiscais da Paraíba (Afrafep) e Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (Cassi).

Fonte: pbvale.com

Comunicar erro

Comentários

Anuncie Aqui