Cida questiona aliança entre Luciano e Ricardo no PT: "Quais interesses os unem?"

A deputada estadual Cida Ramos (PT) afirmou, na noite desta segunda-feira (10), em entrevista ao programa Hora H, da Rede Mais Rádios, que o deputado Luciano Cartaxo, pré-candidato a prefeito de João Pessoa pelo PT, e o ex-governador Ricardo Coutinho (PT) precisam explicar “o que os unem”.

Por Vale do Piancó -PB em 10/06/2024 às 22:16:11
Foto: MaisPB

Foto: MaisPB

A deputada estadual Cida Ramos (PT) afirmou, na noite desta segunda-feira (10), em entrevista ao programa Hora H, da Rede Mais Rádios, que o deputado Luciano Cartaxo, pré-candidato a prefeito de João Pessoa pelo PT, e o ex-governador Ricardo Coutinho (PT) precisam explicar “o que os unem”. Os dois foram adversários ferrenhos na capital paraibana, mas hoje estão aliados na disputa interna do PT para escolha do candidato do partido à Prefeitura.

“Eles têm que avaliar o que os une… Quais são esses interesses que os fazem se tornarem tão próximos agora… Não fui eu que tenho várias falas, tanto de um lado como outro, qualificando a ação de cada um. Eles são adultos e sabem… Todo mundo tem o direito de fazer suas estratégias”, ironizou.

Cida e Coutinho eram do mesmo grupo político, mas se distanciaram, depois das eleições estaduais de 2022. Cida, que buscava ser a candidata do PT à Prefeitura de João Pessoa, já não garante apoio a Cartaxo, caso o parlamentar venha ser referendado como nome petista na disputa majoritária em João Pessoa. Para Ramos, essa é uma discussão que deve ser feita posteriormente.

“Não tem candidato porque a escolha não foi feita pelo partido. Então, eu não posso participar de uma coisa dessas. No meu entendimento, nós não temos candidatura. Se houver mais na frente, quero fazer avaliação política. A vida é muito dinâmica. Eu tenho muita coisa para fazer no PT, tenho muitos municípios a andar. Tenho muita gente querendo meu apoio e vamos discutir e construir o partido”, avisou.

A fala de Cida acontece após a Executiva Nacional do Partido informar que escolherá o instituto responsável pela pesquisa de opinião pública para definição do candidato oficial da sigla. Cida, em conjunto com Jackson Macêdo, presidente estadual do PT na Paraíba, e Marcus Túlio, presidente do PT em João Pessoa, defendia uma empresa regional, sem ligações com nenhum dos candidatos. Por isso, a petista desautorizou a presença de seu nome no levantamento qualitativo e quantitativo a ser feito pela legenda.

"Em razão desses acontecimentos, decidi depois de amplas consultas à lideranças petistas, não autorizar que meu nome seja aposto em qualquer pesquisa com a finalidade de aferir quem será o candidato a prefeito do PT em João Pessoa. Como sempre, reivindico que as resoluções e o estatuto do partido sejam respeitados. Volto a repetir: confio no projeto do PT, respeito suas instâncias e as deliberações, mas não aceito ser desrespeitada nem aceito que desrespeitem os dirigentes do PT da Paraíba e de João Pessoa. Não abro mão dos meus princípios, que coincidem com os princípios que fizeram do PT – repita-se – o mais importante e popular partido brasileiro", escreveu a deputada em nota divulgada no início da tarde.

MaisPB

Fonte: https://www.maispb.com.br

Comunicar erro

Comentários

Anuncie Aqui